A prefeitura do município de Paraty, na costa sul fluminense, decretou neste sábado (10) situação de emergência, por causas das fortes chuvas e da cheia repentina do Rio Perequeaçu, durante a madrugada. Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Antônio Tavares, o nível do rio subiu, deixando mil pessoas desalojadas e 50 desabrigadas, em 12 bairros.

Ele explicou que a cheia danificou a rede de distribuição de água da região, afetando o fornecimento de água potável a cerca de três mil pessoas. “Além disso, muros de contenção e muros de arrimo caíram, parte do calçamento foi destruída, todas as cabeceiras de ponte foram danificadas”, afirmou.

De acordo com Tavares, Paraty está precisando de doações de água potável. Além de Paraty, 11 municípios do norte fluminense e um do Vale do Paraíba estão em situação de emergência. No município de Cardoso Moreira, no norte do estado, foi decretado estado de calamidade pública.