Os dois passageiros feridos por tiros quando um ônibus do sistema BRT Transcarioca foi alvejado na manhã desta sexta-feira, 31, no Mergulhão de Campinho, no subúrbio do Rio, passam bem e seguem em observação no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier (zona norte), de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Eles ficaram feridos após o ônibus ter sido alvejado por vários tiros por volta das 5h50, quando o veículo trafegava no sentido Alvorada (Barra da Tijuca, zona oeste)e um homem reagiu a uma tentativa de assalto a um carro de passeio na pista de rolamento, segundo informações do 9º Batalhão de Polícia Militar (Rocha Miranda).

Na troca de tiros, José Augusto de Deus, de 55 anos, foi atingido de raspão na cabeça e Wagner Faria Siqueira, de 36 anos, foi ferido de raspão no braço direito. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e levadas ao hospital.

Após o socorro das vítimas, o ônibus alvejado ainda seguiu viagem até a estação seguinte, Pinto Teles, onde foi feita transferência dos demais passageiros. Segundo o Consórcio BRT, a operação no corredor Transcarioca não foi afetada e o ônibus permanece na estação Pinto Teles à espera de perícia policial.

Inaugurado em 2014, o BRT Transcarioca liga o Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca (zona oeste), ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador (zona norte), em um trajeto total de 39 quilômetros. Por dia, cerca de 230 mil passageiros circulam pelo BRT Transcarioca.