A passagem de ônibus baixou dez centavos em Presidente Prudente (SP) e, a partir de sábado, 22, passa a custar 2,50 reais. A redução da tarifa, que custa 2,60 reais desde janeiro, foi uma decisão unilateral do prefeito Milton Carlos de Mello (PTB), mais conhecido como Tupã. Ele não consultou as duas empresas de ônibus da cidade para diminuir o preço. O cartão magnético, com um mínimo de 50 bilhetes, teve o preço reduzido de 2,50 reais para 2,40 reais.

 

Técnicos da prefeitura fizeram um novo cálculo das despesas do setor e chegaram ao valor de 2,50 reais. O estudo foi baseado na redução da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e dos Programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor (Pasep) cobrados das empresas de transporte coletivo pelo governo federal. Na segunda-feira, 17, cerca de 2 mil manifestantes protestaram no centro de Presidente Prudente contra o preço da passagem. Alguns ocuparam a rampa que dá acesso ao paço e à Câmara Municipal.