O presidente da Força Sindical e candidato a vice-presidente pelo PTB na chapa de Ciro Gomes (PPS), Paulo Pereira da Silva, negou as denúncias de uso irregular dos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) pela central sindical. ?Eu tenho dois convênios com o governo: para empregar as pessoas e para requalificar as pessoas. Os dois convênios são auditados pelo Ministério do Trabalho, fiscalizados pela Secretaria da Receita Federal e aprovados pelo Tribunal de Contas?, garantiu Paulinho, durante entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo.    

Embora defenda alterações na Consolidação das Leis do Trabalho, Paulinho disse que a questão será discutida amplamente pela Frente Trabalhista, integrada pelo PTB, PPS e PDT, e que se for preciso haverá um plebiscito para discutir o assunto. Paulo Pereira da Silva considera-se preparado para disputar a vicepresidência.

Lembrou que assumiu um sindicato em época de crise e uma das maiores entidades sindicais do País, onde desenvolveu  programas importantes como a requalificação profissional. ?Acho que sei um pouco dos problemas e vou aprender também?. Como proposta de governo, Paulinho defende o combate ao desemprego provocado pelo avanço da tecnologia e pela política econômica e discussão para o alongamento dos prazos das dívidas interna e externa do País.