Brasília  – A reação do Congresso Nacional à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de cortar 8.528 vagas de vereadores em todo o País para as eleições municipais deste ano, está dependendo da desobstrução da pauta de votação da Câmara dos Deputados, onde uma proposta de emenda à Constituição (PEC) estabelece essa diminuição para 5.062 vagas de vereadores em todo o País.

O prazo final de decisão, no Congresso Nacional, se esgotará no dia 10 de junho, quando começam as convenções partidárias para a escolha dos candidatos a vereador e prefeito.