O senador Pedro Simon (PMDB-RS) pediu nesta terça-feira (3) à tarde ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) que este se licencie do comando da Casa como "um ato de grandeza", que servirá para tranqüilizar e normalizar o processo de investigação. "Esta Casa (Senado) não está pedindo, nem exigindo (o licenciamento), mas se Vossa Excelência se licenciar, entrará na história", afirmou Simon durante aparte em pronunciamento do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Para Simon, com Renan afastado da presidência ficaria mais fácil trazer "a verdade à tona".