Rio

– A equipe da Polícia Federal que investiga um suposto esquema de corrupção na Secretaria Estadual de Fazenda apreendeu sexta-feira uma série de documentos nas empresas Passabra Câmbio e Turismo Ltda. e Gortin Promoções, de propriedade de Reinaldo Pitta e Alexandre Martins, procuradores e empresários do jogador Ronaldo, do Real Madrid. Há uma suspeita de que o dinheiro enviado ilegalmente por fiscais de renda estaduais e federais para o Discount Bank, na Suíça, tenha saído do Brasil por meio dessas empresas. Os policiais estiveram também nas casas dos empresários. Pitta e Martins serão chamados a prestar depoimento na Polícia Federal.