Subiu para 51 o número de pessoas presas pela Polícia Federal (PF) em
operação para capturar acusados de ligação a uma quadrilha de tráfico
de drogas internacional. As prisões foram realizadas em Rio Grande do
Sul, Santa Catarina e Ceará. Na operação, intitulada Colméia, também
foram expedidos 42 mandados de busca e apreensão, que resultaram no
recolhimento de 40 veículos, R$ 200 mil, armas e produtos usados no
refino da cocaína. O suposto líder da quadrilha, Ademar Fracalossi, foi
detido em Porto Alegre.

Os presos serão indiciados por lavagem de dinheiro, tráfico de drogas,
associação para o tráfico e financiamento ao tráfico. Somadas, as penas
podem chegar a 55 anos. A PF estima que o bando comercializava em torno
de 500 quilos de cocaína por mês. A droga, procedente da Bolívia, era
distribuída no Uruguai e nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa
Catarina. A quadrilha é acusada ainda de incentivar rinhas de galo. O
esquema era investigado desde março deste ano, quando traficantes foram
presos em outra operação da PF.