Um casal foi preso por agentes da Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira no bairro periférico de Cajazeiras, em Salvador, acusado de participar de um esquema de tráfico de pessoas para exploração sexual entre o Brasil e a Espanha.

De acordo com o coordenador da operação, delegado Fernando Berbert, o casal agenciava mulheres jovens em outro bairro da periferia de Salvador, Paripe, prometendo a elas trabalhos como dançarina em casas de show espanholas.

As jovens recebiam as passagens aéreas e dinheiro para despesas pessoais antes da viagem. Ao chegar ao destino, porém, elas eram forçadas a se prostituir, tinham o passaporte retido e a maior parte dos valores obtidos com os programas ficava com os agenciadores, que ainda ameaçavam as vítimas e seus familiares.

Segundo Berbert, as investigações, feitas em parceria com a polícia espanhola, já identificaram cinco jovens vítimas do esquema. Uma delas já voltou ao Brasil. Outro casal residente no País é suspeito de integrar a quadrilha. Além das prisões preventivas, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nos imóveis dos suspeitos. Na Espanha, a operação causou o fechamento de três casas de prostituição.