A Polícia Federal (PF) prendeu nesta terça-feira (22) 15 integrantes de duas quadrilhas de traficantes de drogas comandadas de dentro de presídios do Rio Grande do Sul por 14 condenados que cumprem penas por outros crimes. As prisões aconteceram em duas operações simultâneas, denominadas Profeta e Retrocesso, em cidades do litoral sul do Estado. Um dos bandos distribuía cerca de 300 quilos de maconha por mês. O outro vendia 40 quilos mensais de cocaína e crack. As ações movimentaram 170 policiais, que conseguiram capturar os acusados em Pelotas, Rio Grande e Chuí. Também foram apreendidas armas, drogas e munição. As buscas não terminaram. Há oito mandados de prisão a cumprir contra suspeitos que não foram encontrados durante o dia.