São Paulo

(Das agências) – O jornalista Antonio Pimenta Neves, que matou sua ex-namorada, Sandra Gomide, será julgado por homicídio duplamente qualificado. A decisão foi tomada ontem pela juíza Eduarda Romeiro Correia, da 1ª Vara Criminal de Ibiúna. A pronúncia foi agravada pela qualificação de motivo torpe, uma vez que ficou caracterizado que Pimenta Neves impossibilitou qualquer defesa da vítima. Embora caiba recurso do réu ao Tribunal de Justiça, o assistente de acusação, advogado Márcio Thomaz Bastos, acredita que o atraso na distribuição de processos no Tribunal não impedirá que Pimenta Neves seja julgado ainda este ano.