O policial militar do projeto Ronda do Quarteirão, Carlos Henrique Lima, foi morto no início da tarde de ontem, quando ia trabalhar. Carlos Henrique, o 17º PM morto este ano no Ceará, ia para o trabalho em seu carro particular, usando a farda do Ronda (policiamento comunitário que tem como slogan a Polícia da Boa Vizinhança), quando foi atacado por cinco assaltantes. Os ladrões jogaram pedras no carro do PM.

Quando Carlos Henrique desceu os assaltantes atiraram. O policial morreu na hora atingido por um tiro na cabeça. O crime aconteceu em frente à Academia de Polícia Edgar Facó, na Avenida Washington Soares, uma das mais movimentadas de Fortaleza.

A polícia está atrás dos acusados. As primeiras apurações apontam para que dois dos cinco assaltantes são menores de idade. O Ronda do Quarteirão, uma das promessas de campanha do governador Cid Gomes (PSB), lançado há um mês.