Brasília

(AE) – Mantido o atual quadro da disputa presidencial, com seis políticos disputando o Palácio do Planalto, o candidato tucano à Presidência da República, senador José Serra (SP), sairá favorecido na divisão do tempo da propaganda no rádio e na televisão, por conta de sua aliança como PMDB. De acordo com dados fornecidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Serra terá 7 minutos e 23 segundos de exposição no rádio e na TV em programas que serão apresentados duas vezes por dia, às terças, quintas e sábados. Líder nas pesquisas de intenção de voto, o petista Luiz Inácio Lula da Silva (SP) terá direito a apresentar programas de 4 minutos e 20 segundos de duração, caso consiga formalizar a coligação com o PL. Se a aliança não for concretizada, o tempo disponível para Lula cairá para 3 minutos e 36 segundos. O candidato da Frente Trabalhista, Ciro Gomes, contará com 3 minutos e 22 segundos, somando aí o tempo a quem tem direito seu partido, o PPS, e mais o dos aliados PTB e PDT. O ex-governador Anthony Garotinho, do PSB, terá 1 minuto e 52 segundos, tempo que poderá ter pequenos acréscimos se ele formalizar a alianças com partidos nanicos. Os programas eleitorais começam a ser veiculados em 20 de agosto.