Uma operação da Polícia Civil cumpriu três mandados de prisão temporária e outros cinco de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Jundiaí, Osasco e Diadema na manhã desta segunda-feira. Ao todo, 2.500 caixas de remédios irregulares foram apreendidos. A operação é resultado de três meses de investigações, inclusive, com o uso de escutas telefônicas. Segundo a polícia, os remédios apreendidos são de uso restrito e estavam vencidos ou não tinham comprovação de origem. Eles foram localizados em farmácias das quatro cidades.

Durante a operação, outras quatro pessoas foram detidas sob suspeita de envolvimento no esquema e levadas para averiguação no DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania). Entre os medicamentos apreendidos estão Desobese (usados para emagrecimento) e Diazepan, Fluoxetina e Ritalina (ansiolíticos).