Técnicos da Polícia Técnico Científica de São Paulo e agentes do 23º Distrito Policial (DP) estiveram na manhã de hoje no parque de diversões Playcenter, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista, para dar prosseguimento aos trabalhos de perícia no brinquedo Looping Star. Na quinta-feira passada, uma colisão entre dois carrinhos feriu 16 pessoas. Um carrinho bateu em outro que estava parado por conta de uma provável falha nos freios, afirmou a polícia.

De acordo com o delegado titular do 23º DP, Marco Aurélio Batista, os peritos fizeram uma simulação de funcionamento entre os dois carrinhos, exatamente igual ao do dia do acidente, com o mesmo tempo de espera na plataforma, mas sem passageiros. Durante a simulação, foi constatado que os freios funcionaram normalmente e não ocorreu uma nova batida.

“Todos os ciclos foram refeitos e não houve problemas”, disse Batista. “Nos próximos dias, os brinquedos serão desmontados e os conjuntos de freios serão encaminhados para o Instituto de Criminalística (IC) para avaliação”, explica.

A polícia aguarda a conclusão do laudo, que deve ficar pronto em 30 dias. Além disso, a corporação continua ouvindo as testemunhas do acidente. Na sexta-feira, quatro funcionários do parque deram seu depoimento. Ontem foi a vez de duas vítimas e outras duas foram ouvidas pelo delegado hoje. O Looping Star continuará interditado por tempo indeterminado por causa da perícia.