A Polícia Federal (PF) desencadeou no início da noite a segunda fase da Operação Hurricane (furacão, em inglês), comandada por agentes de Brasília. O objetivo é prender 28 policiais, dos quais dois são federais e 26 pertencem à Polícia Civil do Rio, acusados de receber propina da máfia dos caça-níqueis. Os dois agentes da PF já estão presos. Na primeira etapa da operação, em abril, foram presas 25 pessoas no Rio, em São Paulo e na Bahia. Entre eles havia juízes, desembargadores, bicheiros e policiais.