Brasília (PF) Após seis meses de investigação, a Polícia Federal desarticulou ontem uma quadrilha de estelionatários especializada no golpe chamado de ?três por um?, aplicado principalmente em Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Bahia e estados da região Norte, além do Distrito Federal. A ação mobilizou 50 policiais federais. O golpe consistia na apresentação de um dos membros do bando às vítimas como sendo deputado, senador, empresário ou outras atividades. O pretenso senador/deputado/empresário dizia possuir dinheiro frio proveniente de sobras de campanhas eleitorais, empréstimos e outros, e propunha à vítima a troca de dinheiro na proporção de três por um.

Para convencer a vítima, na primeira abordagem, o dinheiro era verdadeiro. Em seguida os estelionatários voltavam para a troca definitiva, normalmente combinada para acontecer em saguões de hotéis, estacionamentos e outros espaços públicos. Iludidas, as vítimas fechavam o negócio e somente após o desaparecimento do bando descobriam que a maleta tipo 007 entregue pelos bandidos continham imitações de cédulas de 50 reais ou eventualmente dólares, recobertas por uma pequena quantidade de cédulas verdadeiras. Neste momento o bando já está longe, gastando o dinheiro de verdade retirado da vítima.

As investigações mostram que a quadrilha atua há mais de sete anos e que seus golpes seguramente teriam rendido ao bando mais de R$ 2 milhões ao longo deste período.