Brasília – O diretor-técnico científico da Polícia Federal, delegado Geraldo Bertollo, entregou na noite desta terça-feira (21) o resultado da perícia nos documentos de defesa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que enfrenta um processo por quebra de decoro no Conselho de Ética. A representação do P-Sol da qual Renan se defendeu pede a investigação da origem de recursos para o pagamento de contas pessoais do senador, após uma denúncia da revista Veja de que ele receberia dinheiro do funcionário de uma construtora.

O envelope com o resultado a perícia da Polícia Federal, feita a pedido do Conselho de Ética, foi entregue pessoalmente ao primeiro vice-presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC). Mais cedo, a orientação era protocolar o recebimento do material na Mesa Diretora e entregar diretamente para o presidente do Conselho de Ética, Leomar Quintanilha (PMDB-TO). Contudo, o senador peemedebista não está mais no Senado, o que deve adiar a entrega formal da perícia para esta quarta-feira (22).