Brasília – Para facilitar a cominucação pela internet, a Polícia Federal (PF) implantou o sistema de certificados digitais. Segundo o coordenador-geral de Controle de Segurança Privada da PF, Adelar Anderle, o certificado é uma forma de segurança de transmissão de dados pela internet, e o trabalho principal é o gerenciamento eletrônico de segurança privada. Para ele, tal tecnologia significa um avanço, porque a PF e as empresas podem se comunicar através desse sistema.

Anderle disse que o sistema foi criado em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), para que, através dele, possam ser controladas as atividades do sistema privado e ser feita a comunicação entre as empresas e a Polícia Federal. Em entrevista à Rádio Nacional, ele explicou que a Polícia Federal regula, controla e fiscaliza todas as atividades de segurança privada no Brasil.

"Todo o cadastro da empresa, bem como seus dados estratégicos, pode transitar pela rede com muita segurança, e isso é feito pelo certificado digital", afirmou Anderle. .

Segundo ele, não é preciso ligar para a PF para saber como anda e como está qualquer tipo de processo e sim, acompanhar pelo sistema de transmissão de dados na internet.

"O certificado digital é mais prático do que o documento em papel, que demora de três a quatro meses para ficar pronto – no sistema eletrônico, essa tramitação é instantânea", acrescentou.

As empresas podem buscar esse tipo de serviço na página da Polícia Federal na internet (www.dpf.govbr) para ter acesso a informações sobre o certificado digital e o gerenciamento eletrônico de segurança privada. Quem tiver interesse em saber mais pelo sistema, também pode acessar a página da PF na rede.