Quatro pessoas foram presas hoje, sob suspeita de fazer escutas telefônicas clandestinas no Rio de Janeiro. A quadrilha investigava empresas e casos de infidelidade conjugal. A operação Marimba, feita pela Corregedoria da Polícia Civil (Coinpol), teve início as 6 horas.

Foram vistoriados escritórios em Copacabana, no centro da capital fluminense e na cidade de Nilópolis. Nos locais foram apreendidos computadores, gravadores, agenda telefônicas, contratos de prestação de serviços, canetas que filmam, entre outros itens.

No total, a polícia cumpriu os quatro mandados de prisão expedidos pela Justiça e sete de busca e apreensão. Os presos e o material encontrado serão levados para a sede da Corregedoria.