Um motoboy de 27 anos foi preso por policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), suspeito de torturar e roubar um empresário de 42 anos, no Tatuapé, na zona leste de São Paulo. A vítima ficou em poder dos bandidos no último dia 6.

O suspeito, preso na sexta-feira, é apontado como integrante de uma gangue conhecida com “Mooca Chapa Quente”, que costuma jogar líquidos inflamáveis nas vítimas e ameaçar colocar fogo caso não entreguem dinheiro para o bando. No dia do crime, o motoboy e outras cinco pessoas invadiram uma fábrica de joias e agrediram pelo menos dez pessoas. Eles espancaram o proprietário para conseguir levar metais preciosos.

A Polícia Civil investigou o caso e conseguiu a informação de que o suspeito estaria nas proximidades do Mercado Municipal. Ele foi preso e reconhecido pelas vítimas. Outros dois envolvidos no ataque foram reconhecidos, um servente de 26 anos e um homem de 25, mas permanecem foragidos.