Rio (AE) – Policiais da delegacia de Botafogo, na zona sul do Rio, fizeram ontem uma busca no aterro sanitário de Gramacho, na Baixada Fluminense, na tentativa de encontrar a outra metade do corpo da empresária Edna Tosta Gadelha de Souza. A parte inferior do corpo de Edna foi encontrada num saco de lixo numa rua de Botafogo na noite de segunda-feira.

Ela foi morta no mesmo dia por Juarez José de Souza, vigia de uma clínica veterinária vizinha à sua casa de festas, na Rua Bambina, por causa de um desentendimento relacionado a uma vaga no estacionamento. Na delegacia, Souza confessou ter matado a empresária com um corte na garganta e esquartejado o corpo com um serrote para se livrar dele em sacos de lixo nas ruas do bairro. A parte inferior foi encontrada por um catador de lixo na Rua Sorocaba.