Assim como o ministro da Defesa, Nelson Jobim, que descartou a possibilidade de construir uma terceira pista no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, o prefeito da cidade da Grande São Paulo, Elói Pietá (PT), confirmou que a obra não será mais realizada. Segundo Pietá, o governo federal decidiu manter o sítio aeroportuário atual, e com isso não será mais necessário desapropriar as cerca de 5,3 mil famílias que moram no entorno do aeroporto.

Contudo, de acordo com o prefeito, cerca de 900 famílias terão de mudar-se da região por conta de outras obras, que já estavam definidas. "O governo federal afirma que a relação custo beneficio não justificaria a construção da terceira pista, pois essa obra significa um alto investimento. Com essa definição por parte do governo, a Prefeitura de Guarulhos irá iniciar imediatamente um trabalho de revitalização nessa região do entorno, porque antes não havia sentido realizar benfeitorias em áreas que seriam desocupadas", explicou Pietá.