Washington – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva promove o projeto de igualdade social “mais importante no mundo”, elogiou ontem, o presidente do Banco Mundial (BID), James Wolfensohn. Em uma entrevista coletiva na véspera da assembléia de primavera do BM e do Fundo Monetário Internacional (FMI) neste fim de semana em Washington, Wolfensohn disse que o governo Lula promove “a tentativa mais importante no mundo na atualidade de conseguir a igualdade social em um país”. A tentativa de Lula equivale a “uma revolução” no Brasil, por tentar fazer com que ricos e pobres colaborem para o crescimento da nação, disse o presidente do BM. Sobre as críticas feitas no Brasil a Lula, Wolfensohn disse que o projeto do presidente não pode render frutos em dois ou três anos. “(Lula) está há um ano no governo, e isso não é suficiente” para obter resultados.