Foto: Edson Santos/AgC

PSDB e PFL atuam nos bastidores para salvar Roberto Brant.

O presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), usou ontem a tática bumerangue para reagir aos comentários de que o partido teria feito um acordo com o PFL para salvar da cassação os deputados Roberto Brant (PFL-MG) e Professor Luizinho (PT-SP).

Brant e Professor Luizinho, acusados de receberem dinheiro do "valerioduto", serão julgados na quarta-feira (08) pelo plenário da Câmara. "Acho que tem um ‘acordão’ entre o PFL e o PSDB para salvar Brant, isso sim", disse Berzoini.

"Uma pizza está sendo montada pela oposição." Ele lembrou que o PSDB fez uma substituição no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, escalando o deputado Jutahy Magalhães Júnior (PSDB-BA) especialmente para votar a favor do deputado do PFL de Minas Gerais naquela ocasião.

"Eu ressalvo que Roberto Brant é um homem digno: não é bandido nem corrupto. Mas Professor Luizinho também é íntegro", insistiu Berzoini.