Policiais civis prenderam na noite de ontem um suspeito de 20 anos que teria participado da invasão de uma joalheria do Shopping Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, no último dia 3 de julho. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP), o suspeito foi detido na Vila Joaniza, também na zona sul. Durante a abordagem, ele teria tentado atropelar os policiais, mas acabou contido ao ser atingido na mão direita e de raspão na cabeça.

A equipe de policiais da Delegacia de Repressão a Roubo de Joias (DRRJoias), do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), apurava a ação da quadrilha. O cruzamento de informações possibilitou a descoberta do local de reuniões do grupo, no morro da Macumba. Os agentes passaram, então, a observar a área. Às 23h de ontem, o suspeito foi flagrado na direção de um veículo.

Os policiais se preparavam para a abordagem quando ele percebeu a ação e acelerou o carro contra os policiais e pessoas que passavam pelo local, a Rua Zike Tuma. Os investigadores atiraram. Uma das balas atingiu o dedo indicador direito e outro projétil raspou o couro cabeludo do suspeito, que foi socorrido ao pronto-socorro Pedreira, onde foi medicado e liberado. Com ele, os policiais encontraram um revólver calibre 38 e R$ 9.242.

O titular da DRRJóias, delegado José Antônio do Nascimento, informou que também identificou um segundo participante do roubo. A equipe do Deic prepara uma nova ofensiva para prender outros envolvidos.