Um grupo de 23 pessoas, incluindo um adolescente, foi flagrado domingo, 10, tentando fraudar o vestibular de Medicina da Universidade Anhanguera-Uniderp, em Campo Grande (MS). Se condenados, eles podem pegar de um a quatro anos de prisão.

A PM recebeu a denúncia de que um candidato receberia o gabarito por meio de ponto eletrônico durante a prova e flagrou um estudante com o aparelho. Depois, localizou os demais. O grupo disse que pagaria de R$ 1,5 mil a R$ 30 mil pelo gabarito.

A Anhanguera-Uniderp informou que o vestibular não foi cancelado.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.