Rio

(AE) – No início da tarde de ontem os 454 presos da Casa de Custódia Dalto Castro, em Campos, no norte fluminense, libertaram os dois policiais militares tomados como reféns e encerraram a rebelião. Eles foram feitos reféns no fim da tarde de anteontem, quando as visitas se preparavam para deixar a casa de custódia e permaneceram cerca de 20 horas nas mãos dos detentos. Ninguém ficou ferido. O clima na Casa de Custódia ficou tenso pela manhã, quando os presos decidiram exigir a transferência de três deles para presídios do Rio. Também solicitaram a extensão do horário de visitas e uma cela especial para encontros amorosos. Eles se queixaram ainda das condições da carceragem. Nenhuma das reivindicações foi aceita.