Quatro pessoas foram presas nesta terça-feira (2) suspeitas de desviar 250 litros de leite do programa social Viva Leite, em Diadema, Região Metropolitana de São Paulo. O motorista do caminhão que fazia o transporte da carga e seu ajudante estariam repassando o leite aos donos de uma sorveteria.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), os suspeitos ainda estão sendo ouvidos. O motorista alega que os 250 litros de leite teriam excedido de entregas anteriores e foram doados. Quatro representantes de entidades estaduais também devem ser chamadas para esclarecer o caso. Segundo a assessoria da SSP, inicialmente apenas o motorista e os donos da sorveteria serão indiciados.

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo (SEDS), responsável pelo programa, informou, por meio de nota oficial, que dois dos acusados eram funcionários terceirizados. O motorista e o ajudante trabalhavam para a Distribuidora Jussara, prestadora de serviço da Usina Jussara, contratada pela SEDS para produção e armazenamento do leite. O programa é direcionado a crianças e idosos de baixa renda de todo o Estado.