Os vídeos da Promotoria que estão sendo exibidos na noite de hoje para os jurados de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e Fernanda Castro, ex-namorada do goleiro Bruno Fernandes, mostram Eliza Samudio dizendo em 2009, ainda grávida, que estava sendo ameaçado pelo jogador.

Um outro vídeo é uma entrevista do tio e do irmão do adolescente primo de Bruno, na época, que denunciou toda a trama envolvendo Eliza, em junho de 2010. Hoje com 19 anos, Jorge Rosa cumpriu medida socioeducativa de dois anos e dois meses por esse crime. Atualmente ele está sob proteção por estar ameaçado, segundo o Ministério Público Estadual.

No vídeo, o irmão, cujo nome foi preservado, disse que ouviu de Jorge que Macarrão ligou para um motorista do goleiro para pedir um carro “para fazer uma parada, porque essa mulher (Eliza) tá enchendo o saco”.

O tio, cujo nome também é omitido, disse que Jorge fez a denúncia da morte de Eliza a ele porque “via a imagem dela direto na frente dele”. Assustado, ele contou para o tio, que procurou a Rádio Tupi, no Rio. Foi quando toda a trama do desaparecimento e morte de Eliza veio a público.

Bruno fala de Macarrão

Em outros programas de TV, Bruno aparece dando entrevista na qual acaba se contradizendo depois. Na saída de um treino do Flamengo, ele disse que foi Macarrão quem lhe entregou o filho Bruninho, quando estava no sítio em Esmeraldas (MG).

Dias depois, a polícia descobriu que os dois, Jorge, Fernanda, Eliza e o bebê viajaram juntos para Minas, em dois carros, e pernoitaram em um motel em Contagem, na região metropolitana de BH.