A manifestação do Movimento Passe Livre (MPL) marcada para esta quinta-feira, 20, em São Paulo, a sétima desde o dia 6, será agora um ato de festa, disseram os integrantes do grupo. “Vamos manter o ato para comemorar e também em solidariedade às outras cidades que ainda querem a revogação do reajuste” , disse um dos integrantes do movimento, o estudante Caio Martins, de 19 anos.

O último deles, ocorrido nesta terça-feira, 18, foi marcado por atos de vandalismo, lojas saqueadas e a depredação da Prefeitura e de outros prédios do centro da capital paulista. Após início pacífico do ato, um pequeno grupo atacou a sede da Prefeitura e as lojas da Rua Direita. Na manhã desta quarta, lojistas e garis dividiram a tarefa de limpar os vestígios da depredação.