Foto: Arquivo/O Estado

Ministro Fernando Haddad: surpreso.

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) terminaram ontem com uma sobra de 1.071 das 91.609 vagas oferecidas. Todas elas são de bolsas parciais, com desconto de 50% da mensalidade. As instituições, agora, podem oferecer essas bolsas a seus alunos aprovados no vestibular, desde que eles tenham o perfil econômico exigido pelo programa.

A lei que criou o ProUni prevê que as instituição são obrigadas a dar em bolsas o equivalente a 8,5% das suas vagas. No ano passado, algumas instituições pediram para oferecer mais do que o exigido.

O número de vagas a mais chegou, este ano, a 21% de todas as que foram oferecidas em 2005. Foram 7.143 bolsas integrais e outras 12 mil vagas parciais, de 50%. ?Esse número me surpreendeu. Só agora, quando fizemos o levantamento, descobri que eram tantas?, disse o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Dessas vagas, as que sobraram se referem basicamente a cursos normais superiores, de formação de professores e de cursos tecnológicos, e estão todas em três instituições: Faculdade de Tecnologia Camões, do Paraná (532), Faculdade Sorriso, do Mato Grosso (8) e Faculdade Educacional de Colombo, também do Paraná (3). As outras 528 vagas parciais que sobraram são, todas elas, de cursos a distância de formação de professores oferecidos pela Faculdade Internacional de Curitiba (PR) e a Faculdade Tecnológica Internacional (PR).