Brasília

(AG) – Até aliados do candidato tucano à Presidência, José Serra, foram prudentes ao comentar a pesquisa do Vox Populi encomendada pelo PSDB e divulgada sábado, que coloca Serra isolado em segundo com 20%, sendo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) o líder com 40% e Anthony Garotinho (PSB) o terceiro com 13%. Ciro Gomes ficou com 9%. “Talvez tenha acontecido alguma distorção, porque não há razão para a melhoria no desempenho do Serra”, disse o deputado Rodrigo Maia (PFL-RJ), da ala do partido que apóia o tucano.

O parlamentar acredita que a pesquisa do instituto GPP, que será recebida hoje e divulgada amanhã, não mostre a mesma tendência. Ainda esta semana, deve ser divulgada uma pesquisa do Ibope. “É preciso aguardar para saber quem está em segundo. A indicação de Rita Camata (candidata do PMDB a vice-presidente na chapa tucana) não teve força para desencadear esse crescimento”, avalia o deputado do PT, Aloizio Mercadante (SP).

A incerteza se deve a resultados conflitantes dos institutos. Apenas cinco dias antes da pesquisa do Vox Populi, a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e o Instituto Sensus divulgaram uma sondagem com resultado oposto: Garotinho em segundo e Serra em terceiro. Quando a pesquisa foi divulgada, o líder do PSDB na Câmara, Jutahy Júnior (BA), disse não acreditar em pesquisas pedidas por partidos ou instituições. Com essa frase, pretendendo desqualificar a CNT/Sensus, porque a CNT é presidida pelo pefelista Clésio Andrade, acabou desqualificando também a feita pelo próprio PSDB.

Mas os tucanos insistem que o crescimento será confirmado. Existem os muito otimistas como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que acredita no resultado da Vox Populi e vê “um crescimento extraordinário na candidatura de Serra”. Alckmin alega que há três meses, Serra contava com apenas 5 pontos. Mas há a corrente precavida. “Estamos num movimento ascendente. Com as inserções publicitárias na TV e rádio, Serra vai melhorar. Quando ocorrerem as convenções, esperamos subir dois pontos”, disse o deputado, Márcio Fortes (RJ).

Hoje o PFL deve receber os resultados de pesquisa sobre intenções de voto para presidente feita sábado e domingo. O levantamento foi feita em 80 municípios pelo Instituto Grupo de Planejamento e Pesquisa (GPP) e capta a indicação da pré-candidata a vice-presidente na chapa do senador José Serra (PSDB), Rita Camata (PMDB). Cerca de 4 mil eleitores foram entrevistados.