O PSDB realizou uma reunião da Executiva Nacional, na qual fechou posição contrária à entrada da Venezuela no Mercosul – assunto que deverá ser apreciado hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Segundo o presidente, senador Tasso Jereissati, a posição do partido foi adotada considerando não só as condições políticas daquele país mas, também, porque a Venezuela não tem atendido às condições técnicas preestabelecidas para a admissão de novos membros no mercado comum.

Na decisão, o PSDB avaliou ainda que o comportamento do presidente venezuelano Hugo Chávez é uma ameaça à democracia em toda a América do Sul. Tanto pela influência que tem tentado expandir em outros países, como pela corrida armamentista que tem promovido.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) marcou para esta quarta, a partir das 10 horas, a votação do projeto de decreto legislativo da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional que ratifica a adesão da Venezuela ao Mercosul.