O senador José Nery (PSOL-PA) informou que entregará ao presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), um pedido para que seja acrescentada à representação do seu partido contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a denúncia de que este teria utilizado "laranjas" na compra de duas emissoras de rádio. Na representação inicial, o PSOL acusa Calheiros de quebrar o decoro parlamentar ao receber dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior para pagamento de despesas pessoais.

Nery disse que seu partido se preocupou em avaliar se a iniciativa não iria atrasar o andamento da apuração das denúncias contra Calheiros, cuja conclusão depende de um parecer da Polícia Federal sobre os documentos que o senador apresentou em sua defesa. Nery disse que, na avaliação do PSOL, não haverá problema, pois a pressão da opinião pública exige que os fatos "sejam apurados o mais rapidamente possível". O senador acrescentou que, mesmo que o processo contra Calheiros demore um pouco mais, o importante é que não fiquem dúvidas sobre sua conduta como parlamentar. Pedido de investigação do caso das emissoras de rádio também foi apresentado pelo DEM e endossado pelo PSDB.