O PSTU e a Juventude do PT , além da Conlutas – Central Sindical e Popular (CSP), foram rechaçados pela multidão que começou a caminhar pelas ruas centrais do Recife, na tarde desta quinta-feira. Alguns manifestantes do PSTU gritaram “Censura é ditadura”. Houve um início de confronto, que foi dissipado, com gritos da multidão: “Sem violência, Sem violência”. Com isso, as bandeiras saíram de cena. De acordo com a Polícia Militar (PM), a passeata reúne 36 mil manifestantes.

A concentração ocorreu na Praça do Derbi, que ficou lotada. Um violinista tocou o Hino Nacional e arrancou aplausos e gritos. Quase todos os caminhantes mostram cartazes contra a corrupção, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37 e a violência e pedem um serviço público de qualidade. Um jargão dizia “Entre outras mil, é s tu Brasil o mais roubado”. Outras frases movimentaram a passeata pela capital de Pernambuco. Grande parte dos manifestantes está com a mascara de “V de vingança”.