O PT promete apresentar ainda hoje as provas de que foi feita escuta telefônica na Prefeitura de Santo André e de integrantes do partido. Um dos telefones interceptados era do gabinete do prefeito João Avamileno (PT), que substituiu o prefeito assassinado, Celso Daniel.

Pelo menos cinco pedidos de escuta foram feitos no mês de janeiro pelo delegado da Polícia Federal Marcelo Vieira Godoy, da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes de São Paulo e autorizados pelo juiz corregedor do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo), Maurício Lemos Porto Alves.

Para justificar os pedidos, a Polícia Federal afirmou que “os terminais telefônicos estariam sendo utilizados sistematicamente” para o tráfico de drogas. Em meio aos telefones de traficantes, foram colocados os telefones da Prefeitura e de integrantes do PT. O PT vai revelar os nomes dos usuários dos telefones submetidos à escuta.