Policiais militares prenderam na tarde de sexta-feira (2) três homens que praticavam arrombamentos a residências e estabelecimentos comerciais em Caxias do Sul, região nordeste do Rio Grande do Sul.

De acordo com os policiais, foram apreendidos com a quadrilha três carros furtados e um rádio comunicador acionado na frequência da Brigada Militar.
Por volta das 16h20, os policiais receberam uma denúncia de que havia uma movimentação estranha no pátio de uma residência na rua Pedro Pezzi Panazzolo. O proprietário da casa havia viajado para o litoral e trancado a residência, por isso os vizinhos estranharam os homens na casa e acionaram a polícia.

Ao perceber a chegada dos veículos policiais, os suspeitos fugiram seguindo por um matagal, mas acabaram caindo em um barranco, momento em que os três foram presos, de acordo com a polícia.

Anderson da Rosa Pereira, 39, conhecido como “Tcheco”, é considerado o chefe da quadrilha. Ele tem antecedentes criminais por estupro, homicídio qualificado, roubo de veículo entre outros, informou a assessoria da CRPO/Serra (Comando Regional de Policiamento Ostensivo da Serra).

Michael da Rosa Souza, 26, que é irmão de Tcheco, estava em liberdade desde outubro e também tem antecedentes por furto. O terceiro suspeito, Teylor Carneiro Gajardo, 23, genro de Tcheco, já foi preso por tentativa de homicídio, furto entre outros crimes, e estava em liberdade desde dezembro do ano passado.

Com os suspeitos, os policias apreenderam um Corsa que foi furtado no município de Bento Gonçalves em junho e estava com o chassi clonado. Dentro do veículo havia o documento de outro carro furtado pela quadrilha. Questionado sobre o carro, um Pajero, Tcheco informou que o deixou no estacionamento do hospital Nossa Senhora de Fátima, no centro.

O veículo foi localizado com alguns pertences pessoais. No estacionamento, os policiais encontraram outro carro, um Ford Focus furtado da empresa Localiza Veículos. A quadrilha assumiu a autoria dos crimes e confirmou que todos os veículos foram levados de residências e estabelecimentos comerciais.

A equipe da CRPO/Serra encaminhou os presos e todos os veículos e materiais apreendidos para a delegacia policial da região. “Essa época é propícia para o acometimento desse tipo de crime, ou seja, feriados prolongados em que os moradores saem de suas casas em direção ao litoral, tornando assim alvo fácil para furtos”, afirmou a assessoria de comunicação da CRPO/Serra.