Quatro pessoas de uma mesma família morreram eletrocutadas após um cabo de energia se romper em São Gonçalo, no Grande Rio, na noite do domingo, 3. Os corpos de Rafael Sergio Alcântara Oliveira, de 35 anos, seus filhos, Lucas, de 13, e um bebê de 9 meses, e Adão Orlando Silva Moraes, de 87 anos, padrasto de Rafael, foram enterrados na segunda-feira, 4.

Segundo a Ampla, concessionária de distribuição de energia, houve a queda de um objeto na rede. A sequência de mortes começou quando Lucas tentou tirar o irmão do carro atingido pelo fio. Como o veículo tem pneus de borracha, a descarga ficaria na lataria, mas houve o rompimento da chamada blindagem eletrostática.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.