Brasília – O presidente do Timor Leste, José Ramos-Horta, vai ser submetido a uma nova cirurgia, amanhã (19). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18) pelo Royal Darwin Hospital, na Austrália, onde o presidente está internado desde o último dia 11, quando sofreu um atentado. Segundo o boletim médico, o estado de Ramos-Horta continua estável.

?Foi marcada mais uma operação que levará à recuperação total dos ferimentos causados pelas balas?, destaca boletim médico divulgado hoje. Segundo a equipe médica, o estado de saúde do presidente timorense continua a evoluir favoravelmente. O porta-voz de Ramos-Horta, Luke Gosling, expressou satisfação pela forma como evolui a situação do líder timorense.

?Familiares e amigos do presidente estão muito satisfeitos pela forma como as coisas estão acontecendo. Ele está muito bem?, disse Gosling.

Amanhã, depois da cirurgia, o hospital deve divulgar novo boletim. Essa será a quinta intervenção cirúrgica a que Ramos-Horta é submetido após ser gravemente ferido durante um ataque à sua residência, em Díli.

Na seqüência do atentado, o chefe de Estado foi operado com urgência ainda no Timor-Leste e transferido, no mesmo dia, para Darwin, na Austrália, onde já foi submetido a três operações.

Os médicos australianos têm-se mostrado confiantes na recuperação total de Ramos-Horta. A equipe médica acredita que o líder timorense deve obter alta do hospital dentro de três semanas, embora sejam necessários pelo menos seis meses para a recuperação total dos ferimentos.