O Conselho de Ética do Senado pode não indicar um relator em substituição ao senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA), que se afastou da função, depois de apresentar seu parecer pedindo o arquivamento do processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por suspeita de quebra do decoro parlamentar. O líder do PMDB no senado, Waldir Raupp (RR) afirmou que há um entendimento de que o novo relator seria desnecessário, uma vez que na reunião passada iniciou-se o processo de votação do relatório de Cafeteira.

A intenção da tropa de choque de Renan Calheiros é ignorar as novas denúncias, a perícia e os depoimentos de ontem, no Conselho. O bloco governista vai se reunir à tarde para definir a estratégia a ser adotada no Conselho de Ética.