Ao som de La Vie en Rose, sucesso da cantora Edith Piaf, foi realizado nesta quarta-feira (24) em um cartório do Rio de Janeiro o primeiro casamento homossexual envolvendo um militar brasileiro.

João Batista da Silva, de 39 anos, cabo reformado da Marinha, casou-se com Cláudio Nascimento Silva, de 40 anos, que ocupa uma superintendência da secretaria estadual de Assistência Social e Direitos Humanos.

O casamento foi o terceiro entre homossexuais no Brasil. Os dois primeiros foram em são Paulo e em Brasília. Em maio, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a união estável como um direito dos homossexuais.

Até então, casais homossexuais só podiam firmar contratos de união estável. João Batista e Cláudio fizeram isso em setembro de 2010. A oficialização do casamento concede mais direitos às partes, como, por exemplol, em relação à herança.

“É uma vitória pessoal nossa, mas também um marco para a cidadania”, afirmou João Batista, que desde maio tenta oficializar sua união com Cláudio perante a Marinha. “Quero colocá-lo como meu dependente, mas pediram 90 dias para dar resposta e até agora não se manifestaram”, contou. “É uma vitória do Estado e uma mudança na história”, afirmou o juiz de paz Leandro Rodrigues, a quem coube declarar os dois oficialmente casados.