Com bombeiros, equipes da Força Nacional de Segurança e cães farejadores vindos de vários Estados, recomeçou na tarde de quinta-feira (4) a busca pelos desaparecidos da tragédia causada pelas enchentes em Santa Catarina. São pelo menos 31, oficialmente, mas militares ouvidos pela reportagem estimam que um número bem maior pode estar entre os destroços dos desmoronamentos na região do Morro do Baú, um complexo de montes que foram evacuados e lacrados pelo risco de novas vítimas.

Há com certeza corpos soterrados em três cidades da região do Vale do Itajaí, mas desde o começo da semana o resgate estava suspenso pelo risco de novos desmoronamentos. A operação de resgate dos corpos é o último passo para que o trabalho da Força Aérea e das equipes que participam dos salvamentos seja concluída – ontem de manhã, cerca da metade do efetivo já estava sendo desmobilizado e muitas pessoas que trabalhavam no centro de operações de Navegantes há quase duas semanas finalmente puderam voltar para a casa.

Aos poucos, bem aos poucos, os moradores tentam retomar as rotinas, da maneira que for possível. Alunos das escolas municipais de Itajaí já foram avisados que as aulas serão retomadas na segunda-feira. Desde o começo da semana, 33 mil pessoas puderam finalmente sair dos abrigos e retornar às casas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.