O valor a ser gasto nas obras do Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, será maior do que os R$ 13 milhões anunciados inicialmente. Isso porque, além das obras de pavimentação da pista e do grooving (ranhuras para escoamento das águas pluviais), a Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) informou que também será feita a reforma do balizamento noturno, o que acrescentará mais R$ 1,5 milhão ao custo. Totalizando, assim, R$ 14,5 milhões.

O consórcio formado pelas construtoras Queiroz Galvão, Constran e Serveng, será responsável pelas obras na pista principal. O último balanço divulgado pela Infraero dá conta de que, da zero hora até 10 horas, dos 606 vôos programados para todo o País, 29 acabaram atrasando mais de uma hora, o que corresponde a 4,8%. Outros 47 tiveram cancelamento, ou seja, 7,8%.acidentes nos mercados financeiros.

No segundo dia de obras, aterrissagens e decolagens prosseguem de forma visual apenas pela via secundária. A situação é praticamente igual à de ontem, quando a pista principal foi interditada para a primeira etapa das reformas. Desde zero hora, na abertura de Cumbica, até 10 horas, de um total de 74 vôos previstos, apenas um sofreu atraso superior a uma hora, enquanto outros seis acabaram sendo cancelados.