O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou na manhã desta terça-feira, 21, que está errado o procedimento das delegacias de só cadastrar boletim de ocorrência (BO) de roubo de celular se a vítima souber o IMEI do aparelho, espécie de “registro geral” (RG) de 15 dígitos dos equipamentos.

A prática foi denunciada em reportagem do jornal O Estado de S.Paulo desta terça-feira, que procurou 18 delegacias e ouviu de 15 delas que só seria possível o registro do boletim com o número do IMEI.

“Esse procedimento está errado. Nós vamos tomar todas as providências”, disse Alckmin, que afirmou ter mandado o secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, “tomar as medidas”.

Neste ano, a Secretaria da Segurança de Pública (SSP) registrou uma queda de 27,64% nos BOs de casos de roubos em que os celulares foram pelo menos um dos objetos levados das vítimas no Estado.

De acordo com Alckmin, o pedido do IMEI é uma forma de derrubar o número de roubos no Estado, já que o código permite às operadoras bloquear os aparelhos, mas não há motivo para não se fazer boletim de ocorrência na ausência do número.

“Pode fazer o BO sem nenhum problema. Se for (desinformação nas delegacias), já está corrigido, não tem nenhum problema. O que a gente quer é desestimular o roubo. E para desestimular o roubo, primeiro bloquear (o celular), não funciona aquele aparelhinho, pode jogar fora”, afirmou o governador.

Em fevereiro, o secretário Alexandre de Moraes determinou que a polícia solicitasse o número do IMEI em casos de roubo ou de furto de celular para que assim fosse pedido o bloqueio dos aparelhos às operadoras. Moraes afirmou, na época, que ninguém seria impedido de registrar o crime caso não soubesse o número do IMEI do celular.

Alckmin disse ainda que a polícia dispõe de um cadastro de todas as empresas que desbloqueiam celular. “Ela são cadastradas na polícia para não servir ao crime”, disse.

Ao jornal O Estado de S.Paulo, Moraes informou, por meio de nota, que vai mandar para a Corregedoria da Polícia Civil todos os casos de cidadãos que forem impedidos de registrar BO de roubo de celular por falta de IMEI.