Brasília – Líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (PMDB-RO), descartou a possibilidade de assumir a relatoria da representação no Conselho de Ética contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Raupp disse que comunicou sua decisão ao presidente do conselho, senador Sibá Machado (PT-AC). Na conversa, o peemedebista admitiu que existe a possibilidade de se criar uma relatoria dividida entre três senadores, caso não haja outro substituto individual.

Pelo regimento interno, essa relatoria compartilhada precisa ser integrada por três parlamentares de partidos diferentes. A decisão deve ser tomada na reunião de quarta-feira (27). Raupp também espera que o processo contra Renan possa ser concluído antes do recesso parlamentar e defende que a investigação fique restrita à representação do P-SOL.