Antonio Cruz / ABr
Antonio Cruz / ABr

Presidentes e relatores das duas
CPIs reuniram-se ontem com
o presidente do Senado.

Brasília – As CPMIs do Mensalão e dos Correios vão elaborar um relatório comum sobre as denúncias de pagamento de mesada a parlamentares da base em troca de apoio ao governo. A decisão foi tomada ontem, em reunião entre os presidentes e relatores das comissões e o presidente do Congresso, Renan Calheiros. Ficou cancelada, desta forma, a divulgação de um relatório parcial da CPMI dos Correios, que estava prevista para ontem, pelo deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR).

A expectativa é que o relatório comum seja analisado em reunião conjunta das duas CPMIs nesta quinta-feira, às 15h. Depois de aprovado, o parecer será encaminhado à Câmara. O relator da CPMI dos Correios, deputado Osmar Serraglio, considera a decisão a melhor alternativa e acredita que o relatório comum garantirá maior peso às recomendações.

Na reunião também ficou decidido que os presidentes das três CPIs – Correios, Mensalão e dos Bingos – se reunirão todas as segundas-feiras para racionalizar os trabalhos e evitar repetição de procedimentos. Um dos objetivos é evitar os depoimentos repetidos nas comissões. Outra decisão foi instituir um banco de dados comum.

Os presidentes e relatores também acertaram que vão priorizar a análise de documentos e admitiram a possibilidade de contratar uma consultoria técnica, caso seja requisitado pelas CPIs, para auxiliar os trabalhos. As comissões também vão contar com mais funcionários do Congresso, e há a intenção de se requisitar servidores de outros órgãos, como Receita Federal, Controladoria-Geral da União, Polícia Federal e Banco Central. O horário de início do funcionamento das CPIs também foi antecipado para as 10h. O acerto anterior era que as CPIs começariam suas reuniões a partir das 11h30m.

Consultoria

O Senado deverá contratar uma empresa de consultoria para auxiliar os trabalhos da CPMI dos Correios nas investigações de remessas de dinheiro ao exterior. A informação foi dada pelo relator da comissão, Osmar Serraglio, após reunião de ontem entre os presidentes e relatores das comissões parlamentares de inquérito do Mensalão, dos Bingos e dos Correios, e o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Osmar Serraglio adiantou também que é quase certo que vai divulgar na quinta-feira o relatório que será elaborado em conjunto com a CPMI do Mensalão, com os nomes dos parlamentares que serão encaminhados à Mesa Diretora da Câmara. No relatório parcial, o relator apresentará nomes de 18 deputados que deverão ser representados por quebra de decoro parlamentar.

Lista

O corregedor-geral da Câmara, Ciro Nogueira (PP-PI), criticou o fato de a CPMI dos Correios querer mandar as sugestões de cassação direto para o Conselho de Ética. Assim como o presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, Ciro disse ainda ter muitas dúvidas se o mensalão realmente existiu. "É muito estranho a CPI querer a cassação sem nem ouvir os parlamentares. Acho que a CPI não investigou direito o caso do mensalão", afirmou Ciro.