A Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, confirmou hoje mais três mortes por dengue, totalizando quatro óbitos neste ano provocados pela doença. Os familiares não autorizavam a divulgação das idades nem dos sexos das vítimas. A primeira morte ocorreu em janeiro, de uma mulher.

Das quatro mortes, duas foram pelo quadro hemorrágico e duas por dengue com complicações de outras doenças. Desde janeiro, Ribeirão Preto já teve 12.405 casos de dengue. Desses, 180 foram graves e outros 258 precisaram de internações dos pacientes.

Nos últimos dias, dez mortes suspeitas foram descartadas e outras quatro são investigadas. No ano passado, Ribeirão Preto teve a sua pior epidemia da doença, com quase 30 mil casos confirmados. Nove pessoas morreram (cinco delas com o quadro hemorrágico).