Brasília – O presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa, afirmou ontem, que o Estado está passando por “um desastre social”, em decorrência da violência. Gouvêa entregou um estudo sobre segurança pública ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, indicando nove pontos em que a União pode investir para diminuir a criminalidade no Rio. O presidente da Firjan afirmou que a situação do Estado aumenta a miséria e o desemprego. Gouvêa explicou que o estudo foi patrocinado pela federação, que contratou os técnicos brasileiros e estrangeiros.