O secretário de Segurança Pública do RJ, Roberto Aguiar, sugeriu hoje que os Estados enviem policiais militares para auxiliar na força-tarefa de combate ao crime organizado no Estado. Aguiar pede que o governo federal contrate em caráter temporário seis mil PMs de todos os Estados do País para que eles possam suprir a carência de policiais. A governadora Benedita da Silva (PT) já havia pedido a transferência para fora do RJ de todos os chefes do tráfico presos.

Uma das medidas anunciadas pelo ministro da Justiça, Miguel Reale Júnior, para a força-tarefa será a contratação de seis mil agentes federais para atuar no policiamento marítimo, aeroportuário e de fronteiras. Aguiar classificou a medida de ?pretensão um pouco lenta?.

?Sugiro que o governo federal traga para si esse pessoal (os policiais militares), enquanto faz o concurso, e pague o que quer pagar a esses homens – acho que são R$ 2.500. Quando terminado o trabalho, as pessoas voltam para os seus Estados e já terá força treinada em âmbito federal?, diz o secretário. Aguiar lembrou que o Brasil já enviou militares para missões em Angola e na América Central e citou a força-tarefa criada por agentes sanitários de todo o País para combater a dengue no Rio como exemplo a ser seguido.